Início » Notícias » Acompanhados do deputado Arantes, vereadores pedem intervenção do Ministério Público em Paraíso

Acompanhados do deputado Arantes, vereadores pedem intervenção do Ministério Público em Paraíso

Documentos que registram desmandos do prefeito são entregues à Procuradoria-Geral

O deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB), acompanhado do presidente da Câmara Municipal de São Sebastião do Paraíso, Jerônimo Aparecido da Silva, e de mais cinco vereadores: Dilma de Oliveira, Zé Luiz do Érika, Walkinho, Jesu da Adega e Marcão, estiveram nesta quarta-feira (6/7) na sede do Ministério Público de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

Eles foram recebidos em audiência pelo Procurador-Geral Adjunto, Geraldo Flávio Vasques, que durante uma hora ouviu relatos escabrosos sobre a situação de caos em que se transformou a administração municipal de Paraíso.

O deputado Arantes agradeceu o trabalho que vem sendo realizado no município pela promotora Manuela Ferreira e disse que estava ali para pedir o apoio da Procuradoria-Geral. “O desgoverno do prefeito Rêmolo Aloise transformou a vida dos paraisenses num inferno ao fazer ameaças de morte, reter verbas destinadas à saúde, e não pagar os salários dos servidores e dos aposentados”, explicou.

Os vereadores pediram a intervenção do Ministério Público no município e entregaram ao procurador-geral adjunto um dossiê contendo vários documentos com ações da Câmara Municipal contra o prefeito. O dossiê registra a realização de quatro Comissões Parlamentar Processante (CPP) e de cinco Comissões Parlamentar de Inquérito (CPI) abertas para apurar atos ilegais supostamente praticados por ele.

Em seguida, os vereadores revezaram-se nas acusações contra Rêmolo Aloise que, segundo eles, não cumpriu 55 decisões judiciais, abandonou a cidade por 12 dias sem explicação ou pedido de licença, e que não repassou recursos federais da saúde para o hospital da cidade. A dívida com a Santa Casa já soma mais de R$ 11 milhões deixando o atendimento à saúde desestruturado, a ponto do hospital atender somente aos casos de urgência.

O procurador-geral adjunto ouviu os relatos e afirmou que o Ministério Público acompanha de perto a situação em Paraíso.

Verifique também

ENCONTRO EM JOÃO PINHEIRO PARA TRATAR DE SEGURANÇA RURAL

O primeiro dia da nossa semana já começou com muito trabalho! Para tratar sobre a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *