Início » Notícias » Arantes lamenta desinteresse do Governo de Minas em atrair empresas para o Estado

Arantes lamenta desinteresse do Governo de Minas em atrair empresas para o Estado

Deputado criticou suspensão, pela Secretaria de Estado de Fazenda, de protocolos para instalação de empreendimentos que iriam gerar empregos e renda para os mineiros

Raíla Melo/ALMG
Deputado Arantes durante a audiência pública para debater a suspensão de incentivos para empresas se instalarem em MG

O deputado estadual Antônio Carlos Arantes (PSDB) manifestou, nesta terça-feira (05/05), indignação com o Governo de Minas por não enviar representantes à audiência pública da Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, que tinha por finalidade discutir a suspensão, por parte da Secretaria de Estado de Fazenda, dos protocolos de intenção destinados a conceder incentivos para a instalação de empresas em Minas Gerais.

“Essa atitude mostra que não é prioridade do Governo do Estado a atração de indústrias e empresas para gerar empregos e renda para a população. Testemunhamos aqui empresários dizendo que têm interesse em instalar unidades em Minas, mas que não conseguem nem obter respostas e retornos das tentativas de contato com o governo. Lastimável essas perdas para nossa Minas Gerais”, lamentou o deputado.

Os protocolos estão suspensos desde fevereiro pela Secretaria de Estado de Fazenda. Um exemplo de protocolo suspenso é o assinado, em abril do ano passado, entre o Governo de Minas e a empresa finlandesa Luvata, produtora de eletrodos para soldagem por resistência elétrica. A intenção é instalar uma unidade em Santa Rita do Sapucaí, no Sul do Estado. Presente na audiência, o diretor-geral no Brasil da empresa, Maurício Magalhães, disse que ficou surpreendido com a suspensão e disse não saber qual explicação ele dará à diretoria da empresa na Finlândia, já que, segundo ele, o Governo do Estado não responde e-mails e nem atende os telefonemas.

“Em plena recessão, queremos implantar uma indústria que vai gerar 150 empregos diretos e mais de dois mil indiretos e não conseguimos nem receber respostas. Como é possível isso? Imaginei sair daqui pelo menos com um horizonte, uma resposta ao menos. Isso não é profissionalismo”, disse, ao criticar a ausência de representantes do Governo de Minas na reunião.

Autor do requerimento para a realização da audiência, o deputado Dalmo Ribeiro (PSDB) disse ser “inadmissível que uma audiência de extrema relevância para o desenvolvimento econômico do Estado seja realizada e que o governo estadual não compareça para prestar esclarecimentos. Um protocolo de intenções dá segurança jurídica para o empresário se instalar em qualquer Estado, o que infelizmente não tem acontecido em Minas Gerais”.

Verifique também

DEPUTADO ARANTES VOTA PROJETOS DE FORMA REMOTA NA ALMG

Na tarde desta quinta-feira (30.04), durante a 12º reunião realizada de forma remota na Assembleia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *