Capa » Assembleia Legislativa » DEPUTADO ARANTES, ACOMPANHADO DO PREFEITO DE BOTELHOS, É RECEBIDO EM AUDIÊNCIA PELO PRESIDENTE DO TJMG
DEPUTADO ARANTES, ACOMPANHADO DO PREFEITO DE BOTELHOS, É RECEBIDO EM AUDIÊNCIA PELO PRESIDENTE DO TJMG

DEPUTADO ARANTES, ACOMPANHADO DO PREFEITO DE BOTELHOS, É RECEBIDO EM AUDIÊNCIA PELO PRESIDENTE DO TJMG

O deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB), acompanhado do prefeito de Botelhos, Eduardo Oliveira, foi recebido em audiência na quarta-feira (04/10/2017) pelo presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador Herbert José Almeida Carneiro. O deputado Arantes agendou dois assuntos importantes para tratar com o presidente. O primeiro, envolve a comunidade de Botelhos, no Sul de Minas. Conforme relato do prefeito Eduardo Oliveira, a Comarca do Município está sem juiz há cinco meses. Na ausência do juiz titular, a comarca está sendo atendida por um juiz auxiliar, do município de Machado, que vai a Botelhos uma vez por semana. O prefeito elogiou o juiz auxiliar, que está dando andamento aos cerca de 200 processos que o fórum da cidade recebe por mês. No entanto, o prefeito relatou que depois da instalação do presídio no município os problemas jurídicos do dia a dia aumentaram e pediu ajuda nesse sentido. O deputado Arantes, então, solicitou que, assim que for possível, seja nomeado num novo juiz titular para Botelhos.

Em resposta, o desembargador Herbert José Almeida Carneiro informou que o Estado de Minas Gerais precisaria ter, pelo menos, mais 100 juízes para atender aos municípios, o que torna a situação muito difícil de ser resolvida no momento. No entanto, em atenção ao povo de Botelhos dobraria o número de idas do juiz auxiliar à cidade. O desembargador garantiu que o município não está e nem ficará desassistido.

 

TAXAS CARTORIAIS

O segundo assunto tratado pelo deputado Antonio Carlos Arantes com o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais foi com relação às taxas cartoriais. O deputado Arantes denunciou o alto valor cobrado pelos cartórios pela prestação dos serviços: “Hoje, fica mais caro para o produtor rural pagar as taxas cartoriais do que um empréstimo bancário”, afirmou. Arantes citou o exemplo de um produtor que para preparar os documentos para um financiamento de R$ 30 mil teria que pagar R$ 3 mil aos cartórios: “Ou seja, o produtor gastaria mais com taxas do que com juros bancários. Alguém pode entender uma coisa dessas?”, indagou.

Mais uma vez o desembargador Herbert José Almeida Carneiro mostrou-se atencioso ao pleito do deputado e disse que a corregedoria do Tribunal de Justiça está pronta para trabalhar nesse assunto.

O deputado Arantes agradeceu a atenção do presidente do TJ: “Dr. Herbert mostrou mais uma vez que o Tribunal de Justiça está aberto para atender às reivindicações dos cidadãos por meio de seus representantes. Estamos muito contentes com este encontro e tenho certeza de que o possível será feito”, encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>