Início » Bom Despacho » DEPUTADO ARANTES ALERTA PARA ALTA TAXA DE INCIDÊNCIA DE ANGIOEDEMA HEREDITÁRIO EM BOM DESPACHO

DEPUTADO ARANTES ALERTA PARA ALTA TAXA DE INCIDÊNCIA DE ANGIOEDEMA HEREDITÁRIO EM BOM DESPACHO

1

DOENÇA RARA TEM 50 CASOS REGISTRADOS NA CIDADE E UMA MORTE

A pedido do prefeito Fernando Cabral, o deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB) enviou ofícios à Secretaria Estadual de Saúde e ao Ministério da Saúde solicitando apoio urgente ao município de Bom Despacho em função dos altos índices registrados de Angioedema hereditário (AHE), uma doença rara, desconhecida de muitos profissionais de saúde e, geralmente, subdiagnosticada. O AHE é transmitido por herança autossômica dominante e atinge uma a cada 50 mil pessoas.

Em Bom Despacho, um município com menos de 50 mil habitantes, já foram registrados 50 casos e uma morte provocada pela doença. Os portadores da AHE apresentam edemas de pele e de submucosa que afetam diversas partes do corpo e de órgãos, como a face, a genitália, a orofaringe, a laringe e o sistema digestivo. A taxa de mortalidade é estimada entre 25% e 40% e, geralmente, ocorre por edema de laringe e asfixia. A falta de diagnóstico correto e a ausência de tratamento adequado contribuem com esse índice.

Para o deputado Arantes, o município precisa de ajuda das autoridades de saúde: “Todos querem entender essa doença. Além disso, a existência de um CTI é fundamental para o atendimento a uma pessoa em crise, mas a cidade não tem um CTI. Estamos preocupados com a possibilidade do número de mortes aumentar, se nada for feito”, alertou.

Para discutir o problema na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o deputado Antonio Carlos Arantes solicitou com urgência a realização de uma audiência pública da Comissão de Saúde da ALMG para debater o envolvimento do poder público estadual no diagnóstico, tratamento e capacitação de profissionais para lidar com o Angioedema Hereditário. A reunião deve acontecer ainda no primeiro semestre.

Diante da situação preocupante, autoridades municipais, pacientes, familiares e representantes da comunidade organizaram um encontro na cidade para trocar informações sobre sintomas, diagnóstico e tratamento da doença.

Representando o deputado Arantes, o assessor parlamentar, Welbert Matos, compareceu a reunião realizada no sábado (08/04/17), às 13 horas, no Lions Clube. O evento contou com a presença da secretária municipal de Saúde, Neide Aparecida Braga Lopes, do médico imunologista do Hospital das Clínicas de Belo Horizonte, Gustavo Fuzaro, e da vice-presidente da Associação Brasileira de Portadores de Angioedema Hereditário, Raquel de Oliveira Martins, que fez uma palestra sobre a gravidade da doença.

Verifique também

PEC DO DEPUTADO ARANTES QUE BENEFICIA A EPAMIG É APROVADA PELA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA

Uma Proposta de Emenda à Constituição Mineira (PEC), de autoria do deputado Antonio Carlos Arantes, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *