Capa » Agroindústria » DEPUTADO ARANTES DEFENDE O PRODUTOR RURAL E O AGRONEGÓCIO NA ALMG
DEPUTADO ARANTES DEFENDE O PRODUTOR RURAL E O AGRONEGÓCIO NA ALMG

DEPUTADO ARANTES DEFENDE O PRODUTOR RURAL E O AGRONEGÓCIO NA ALMG

O deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB), que é presidente da comissão de Agropecuária e Agroindústria da Assembleia Legislativa, ocupou a tribuna da Casa, nesta quinta-feira (15/02/18), para destacar uma informação divulgada pela Agência Espacial Norte Americana (Nasa) de que o agronegócio brasileiro é um dos mais sustentáveis do mundo.

Arantes ressaltou que as campanhas difamatórias sofridas pelo agronegócio não passam de mentiras patrocinadas por empresas estrangeiras e ONGs criadas com este objetivo: “Felizmente a verdade foi revelada ao mundo. De acordo com a Nasa, somente 7,9% do nosso território estão ocupados pela agricultura e pela pecuária, enquanto que essa ocupação nos Estados Unidos chega a 18%, na China a 20%, na Índia a mais de 50%, e nos países europeus em torno de 20%. Isso prova o quanto o Brasil é um dos países mais viáveis para o setor”, afirmou.

Antonio Carlos Arantes alertou para a limitação territorial e climática que muitos países desenvolvidos têm para produzir alimentos, como é o caso da China, que tem grande parte de suas terras impróprias para o cultivo, enquanto que no Brasil as possibilidades são enormes, o que facilita conciliar produção com preservação: “O agronegócio brasileiro conquista o mundo pela produtividade, qualidade e tecnologia utilizada. Hoje ele faz a diferença na balança comercial e ainda pode crescer muito”, avisou.

Mesmo assim, o deputado Arantes lembrou que ser produtor rural no Brasil não é fácil: “Pelo contrário: é muito sofrido e pouco reconhecido pelo governo e pelo mercado. O agronegócio vai bem, mas o produtor nem tanto. Muitas vezes, tem que vender praticamente uma safra para pagar as suas dívidas, sem falar nos que tiveram a safra comprometida por problemas climáticos e não tiveram apoio”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*