Capa » Assembleia Legislativa » DEPUTADO ARANTES PARTICIPA DE REUNIÃO DAS SANTAS CASAS E HOSPITAIS FILANTRÓPICOS PARA COBRAR RECURSOS DO GOVERNO DE MINAS
DEPUTADO ARANTES PARTICIPA DE REUNIÃO DAS SANTAS CASAS E HOSPITAIS FILANTRÓPICOS PARA COBRAR RECURSOS DO GOVERNO DE MINAS

DEPUTADO ARANTES PARTICIPA DE REUNIÃO DAS SANTAS CASAS E HOSPITAIS FILANTRÓPICOS PARA COBRAR RECURSOS DO GOVERNO DE MINAS

A convite da presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais (Federassantas), Kátia Rocha, o deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB) participou na quinta-feira (23/11/17) da reunião convocada para discutir a situação de caos financeiro vivido pelas entidades.

Há dois anos, os hospitais filantrópicos e particulares que atendem pelo SUS sofrem com a falta de repasse de recursos financeiros pelo Governo do Estado. No ano passado, Pimentel repassou somente metade dinheiro enviado pelo governo federal, e a expectativa para este ano é pior ainda.

Segundo Kátia Rocha, o Governo de Minas está devendo mais de R$ 5 bilhões às instituições. Diante desse quadro, ela anunciou que a Federassantas entrou na justiça contra o Governo Pimentel cobrando o dinheiro enviado pelo governo federal. Disse também que vai acionar o Ministério Público que é obrigado a fiscalizar as contas do executivo: “Temos que acabar com essa vergonha”, afirmou.

O deputado Arantes criticou a postura do Governo do PT: “Isso é apropriação indébita. O Governo de Minas simplesmente não repassa os recursos e pronto. Por isso que os hospitais filantrópicos estão à beira da falência, com muitos ameaçando fechar as portas. O descaso do governo com a saúde é total. E o resultado é terrível, com muita gente morrendo, porque os hospitais não têm o mínimo necessário para atender”, lamentou.

Participaram da reunião a presidente da Associação Médica de Minas GeraisMaria Inez de Miranda; o presidente do Conselho Regional de Medicina, Itagiba de Castro Filho, e o presidente do Sindicato dos MédicosFlávio Freitas Barbosa, além de outros deputadosTodos fizeram críticas também ao governo federal alegando que elepaga muito pouco pelas consultas e internações e não atualiza a tabela de atendimento.

Já o Governo de Minas não compareceu, nem mandou representantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>