Capa » Ciência » DEPUTADO ARANTES PRESIDE INSTALAÇÃO DO COMITÊ DE REPRESENTAÇÃO DO FÓRUM DAS STARTUPS
DEPUTADO ARANTES PRESIDE INSTALAÇÃO DO COMITÊ DE REPRESENTAÇÃO DO FÓRUM DAS STARTUPS

DEPUTADO ARANTES PRESIDE INSTALAÇÃO DO COMITÊ DE REPRESENTAÇÃO DO FÓRUM DAS STARTUPS

O deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB), um dos autores do Projeto de Lei (PL) 3.578/16 que dispõe sobre a Política Estadual de Estímulo, Incentivo e Promoção ao Desenvolvimento de Startups, presidiu nesta terça-feira (18/4/17) a cerimônia de instalação do Comitê de Representação do Fórum Técnico Startups em Minas – A Construção de uma Nova Política.

Participaram da solenidade os deputados Dalmo Ribeiro (PSDB), que é coautor do projeto; o deputado João Leite (PSDB); os membros eleitos nas etapas regionais do Fórum realizadas no ano passado, além de representantes de órgãos de fomento e de pesquisas do Estado, como a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes); a Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapemig); a UFMG; a Associação Mineira dos Municípios (AMM); o BDMG; o Conselho Regional de Administração (CRA); a Rede Mineira de Inovação (RMI), e a Rede Mineira de Propriedade Intelectual (RMPI). Como convidada especial, a gerente de Vendas e Marketing da empresa Israel Homeland Security (iHLS), Keren Kalderon, fez uma palestra sobre a importância econômica das startups em seu país, criador dos aplicativos ICQ Waze, entre outros.

Para o deputado Arantes o Fórum chega a um momento decisivo: “Todo projeto tem que ter começo, meio e fim para virar realidade. Nós fizemos a proposta e ouvimos a comunidade em cinco regiões do Estado, recolhendo sugestões do setor. Agora é trabalhar esse material para a criação do Marco Regulatório das Startups. Esse projeto é pioneiro no Brasil”, ressaltou.

comitê tem a missão de analisar 32 propostas e 55 sugestões que estão no documento final aprovado no Fórum das Startups. O comitê écomposto por representantes de instituições de ciência e tecnologia; grupos de pesquisas; empreendedores; comunidades; desenvolvedores, eentidades representativas do setor produtivo. Para coordenar o grupo foi eleito o representante da Comunidade San Pedro Valley, Gibram Raul Campos de Oliveira, de Belo Horizonte, e como relatora do trabalho a representante do Centro de Convergências de Novas Mídias da UFMG, Patrícia Aranha.

Dentre as propostas estão incentivos a startups criadas e desenvolvidas dentro de universidades e escolas, que preveem bolsas para fundadores e sócios, além da captação de recursos para o desenvolvimento dos projetos. Também existe a ideia de capacitar e estimular empresas e profissionais no processo de internacionalização de produtos e serviços inovadores, apoiando as startups por meio de agências de exportações e investimentos estrangeiros. E, ainda, a proposta de criar um programa de cidades mineiras empreendedoras, com o objetivo de conceber um sistema em rede de colaboração, relacionamento e troca das melhoras práticas. Isso contribuiria para a emersão de regiões empreendedoras, criativas, inovadoras, inteligentes e sustentáveis em Minas Gerais.

O Fórum Técnico Startups em Minas teve quatro encontros regionais: em Santa Rita do Sapucaí (Sul de Minas), reconhecido polo tecnológico do Estado; Uberlândia (Triângulo Mineiro); Viçosa (Região Central do Estado) e Montes Claros (Norte de Minas), com 107 instituições representadas e 227 participantes no total. O debate público e a etapa final foram realizados em Belo Horizonte, no qual os documentos preparados em cada etapa regional foram analisados por grupos de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*