Capa » Monte Santo de Minas » Monte Santo de Minas ganhará 21 casas na zona rural com apoio da ADESLAGO e de Arantes
Monte Santo de Minas ganhará 21 casas na zona rural  com apoio da ADESLAGO e de Arantes
Deputado ao lado dos produtores beneficiados pelo PNHR

Monte Santo de Minas ganhará 21 casas na zona rural com apoio da ADESLAGO e de Arantes

O deputado estadual Antônio Carlos Arantes (PSDB) participou de mais uma assinatura de contratos do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), desta vez em Monte Santo de Minas, que beneficiará 21 famílias na zona rural. O programa tem tido o apoio permanente da Agência de Desenvolvimento da Região de Furnas (ADESLAGO) e do deputado estadual Antônio Carlos, que tem usado o seu gabinete para instruir prefeituras, câmaras e sindicatos de produtores rurais quanto à burocracia e aos documentos necessários para a inclusão. Em Monte Santo de Minas, o banco responsável pelo programa é o Banco do Brasil, que foi representado José Osmar. A vereadora Sandra Soares foi a responsável por levar o programa por intermédio do deputado. Ela explicou como o PNHR chegou ao município. “O Antônio Carlos foi de suma importância, pois apesar de o programa ser federal, tomei conhecimento dele por meio do deputado, pois participei da entrega de casas em Juruaia e me interessei em trazê-lo para nossa cidade”, comentou.

Participaram também da assinatura o secretário da ADESLAGO, Alfredo Mariano, o presidente da Associação dos Moradores do bairro Cunhas, João Carlos e a sua secretária Sandra Ferreira; representantes da EMATER, o vice-prefeito de Monte Santo de Minas, Daniel de Morais, a assistente do PNHR, Gilma Bacchi, além das famílias beneficiadas.

Antônio Carlos elogiou o programa, o Banco do Brasil e o interesse da vereadora Sandra em levar este benefício a Monte Santo de Minas: “O PNHR tem transformado a vida de quem reside na zona rural, tem devolvido a autoestima e a dignidade ao produtor e isto está sendo possível por meio de uma instituição sólida e séria como o Banco do Brasil. Destaco também a vereadora Sandra, que nos procurou para ajudar a levar o programa para cá. Estou feliz em poder colaborar e ajudar a transformar a vida de tanta gente que precisa”, relatou.

As características da casa do PNHR

O homem do campo que assina o contrato com o PNHR receberá um casa de 64,85 mcom aquecedor solar, tratamento de esgoto com fossa séptica e piso em toda a residência. A casa tem três quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e a área de lazer. O valor investido é de R$ 28,5 mil para a aquisição de materiais e a contrapartida do produtor é a mão-de-obra da construção. Após a assinatura do contrato, dentro de 365 dias, o produtor passará a pagar quatro parcelas anuais de apenas R$ 285.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*