Início » Agricultura » Projeto que busca proteger contratos do Estado pauta reunião

Projeto que busca proteger contratos do Estado pauta reunião

Proposição prevê que empresas devem respeitar programa de integridade para fechar acordos com a administração pública.

ALMG

Debater o Projeto de Lei 5.227/18, que dispõe sobre aexigência de compliance às empresas que firmarem contrato com a administração pública do Estado, é o objetivo de audiência nesta terça-feira (9/7/19), às 14h30, no Auditório José Alencar da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

A discussão será realizada na Comissão de Administração Pública, a pedido dos deputados Antonio Carlos Arantes (PSDB), autor do projeto, Guilherme da Cunha (Novo) e Sargento Rodrigues (PTB), devendo reunir representantes de diversos segmentos econômicos e órgãos públicos.

O PL, que está em tramitação na ALMG, define compliance como programa de integridade, que passaria a ser exigido das empresas que celebrarem contrato, consórcio, convênio, concessão ou parceria público-privada com a administração pública direta, indireta e fundacional do Estado.

Segundo Antonio Carlos Arantes, a intenção do projeto é proteger a administração pública de atos lesivos que resultem em prejuízos financeiros causados por irregularidades, fraudes contratuais e desvios de ética e de conduta.

“A proposição quer dar mais robustez ao combate à corrupção no Estado, tornando o programa de integridadeelemento essencial nas empresas que visam se relacionar com a administração pública mineira, protegendo os direitos e o dinheiro dos cidadãos e demonstrando a posição rígida e severa do Estado de Minas Gerais contra eventuais desvios”, frisa Antonio Carlos Arantes.

Uma vez adotado o programa, o parlamentar prevê que se possa evitar que empresas sem a mínima condição de estrutura para assumir responsabilidades com o Estado abandonem os contratos em execução por incapacidade.

“São casos em que empresas assumem valores inexequíveis para ganhar o certame, colocando estruturas fora de sua realidade, e por incapacidade de ação deixam obras inacabadas ou prestação de serviço no meio do caminho, causando atrasos e prejuízos”, afirma o deputado.

Controle  – Outro objetivo da audiência é obter das empresas públicas e sociedades de economia mista no Estado e suas subsidiárias informações a respeito do cumprimento de normas relacionadas ao assunto, tratadas no artigo 9º da Lei Federal 13.303, de 2016.

A lei dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e de suas subsidiárias, no âmbito da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Já o artigo que será destacado na audiência trata das regras de estruturas e práticas de gestão de riscos e controle interno que as empresas públicas e sociedades de economia mista devem adotar como medidas necessárias de integridade em governança.

Convidados – Para a reunião, foram convidadas entidades representativas de segmentos como comércio, indústria, cooperativismo e construção, a exemplo da Federação das Indústrias do Estado (Fiemg) e da Federação de Associações Comerciais.

Também deverão participar representantes da Cemig e da Companhia de Gás de Minas Gerais, entre outras, além de órgãos públicos como Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas e Ministério Público, e das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico e de Fazenda.

Transmissão ao vivo – A reunião será transmitida ao vivo pelo Portal da Assembleia. Para acompanhá-la, basta procurar pelo evento desejado na agenda do dia.

Além disso, quem não puder comparecer à reunião poderá fazer parte do debate por meio da ferramenta Reuniões Interativas do Portal, que estará disponível no momento da audiência. Questionamentos e dúvidas poderão ser encaminhados e, ao final, serão respondidos pelos convidados.

Verifique também

DEPUTADO ARANTES PARTICIPA DE REUNIÃO PELA DESBUROCRATIZAÇÃO NA FIEMG

A convite do presidente da Frente Parlamentar Pela Desburocratização, deputado Guilherme da Cunha, o vice-presidente da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *